terça-feira, fevereiro 25, 2014

sexta-feira, abril 30, 2010

Quando eu pensei em voltar a postar, semana passada, foi por eu voltar a ter tempo de pensar melhor sobre os acontecimentos simples, mas que na verdade são muito complexos, e sempre me interessaram.

Hoje em dia, eu sou estagiária de Nutrição (curricular =D ) em um hospital de cardiologia.

Semana passada, faleceu o unico paciente que eu me apeguei nestes 2 meses de estágio.
Foi o primeiro óbito de verdade para mim,e confesso que mudou minha visão sobre a morte.
Eu vi do ponto de vista de alguém que já estava de saco cheio daquilo tudo, que se esforçou tudo o que pôde, mas de forma errada, para sair dessa situação. Eu vi uma pessoa que entregou os pontos, e eu sinceramente fiquei aliviada por ela.

Eu não esperava que fosse levar desta forma o 1º óbito de um paciente, mas fiquei feliz em perceber o outro lado que não dos familiares, e pessoas que senten saudade.

domingo, dezembro 27, 2009

Jogo de Ineteresses

Téo: Eu não tô achando mais graça nessa vida de solteiro. Não tenho mais vontade de ficar pra lá, pra cá. Eu tô com vontade de assentar, sabe? Meu sonho nunca foi ser esse cara que aparece na foto tomando dry martini de toalha amarrada na cintura. Eu quero ter uma mulher, filhos, casa, uma vida adulta...

Mercedes: Eu sou casada, Téo. São vinte anos. Eu tenho meu marido e os meus filhos. Não posso mudar a minha vida de uma hora pra outra.

Téo: Mercedes, eu conheci uma moça: solteira, desimpedida, tá louca pra ter um filho.

terça-feira, julho 21, 2009

Oi

Tem dias em que você não quer pensar nem sobre o que conversar, mas a vontade de dizer algo é maior.
Então você arrisca um oi. Na maioria das vezes, isso muda tudo.
Espero que hoje seja assim, estou com preguiça de pensar; entao, vim aqui dar um oi.

segunda-feira, março 09, 2009

Veja bem, meu bem ( Los Hermanos)

Veja bem, meu bem
Sinto te informar que arranjei alguém
pra me confortar.
Este alguém está quando você sai
E eu só posso crer, pois sem ter você
nestes braços tais.

Veja bem, amor.
Onde está você?
Somos no papel, mas não no viver.
Viajar sem mim, me deixar assim.
Tive que arranjar alguém pra passar os dias ruins.

Enquanto isso, navegando vou sem paz.
Sem ter um porto, quase morto, sem um cais.

E eu nunca vou te esquecer amor,
Mas a solidão deixa o coração neste leva e traz.

Veja bem além destes fatos vis.
Saiba, traições são bem mais sutis.
Se eu te troquei não foi por maldade.
Amor, veja bem, arranjei alguém
chamado saudade.

quinta-feira, fevereiro 19, 2009

Você acha mesmo que todos terão o que merecem nessa vida?
Sabe, nem a natureza seria tão justa. Eu lamento muito.

domingo, janeiro 11, 2009

Porque no fundo...todos nós queremos o mesmo objetivo.
Sabemos que não importa que caminho seja escolhido, são poucas as variações de final.
E, você pode viajar o mundo inteiro, no fim é tudo igual; não me refiro a morte, mas aos interesses básicos de cada ser humano. Os sonhos do homem, que por serem todos homem não poderiam sonhar diferente uns dos outros (embora tenham a ousadia de crer que sim). E, ainda assim há quem insista em ser diferente, quando todos sabem que o importante é fazer a diferença. Não se pode ser diferente quando o que rege todos os sonhos, é a mesma idéia de valores.